26 março 2011

Sr. Khadafi

Caro Sr. Muamar Khadafi,
Quero dizer que o poder não é tudo isso...
Às vezes é preciso deixá-lo, o poder mata o sangue de seu sangue.
Do que adianta Khadafiar o desejo de liberdade do seu povo
Mubarakiando todo tipo de atrocidades?
Queria que sua cabeça Khadafizesse o contrário, Khadilhotinada fosse pela crueldade que você semeia,
O poder é causa da morte Sr. Khadafi, crie consciência e pense no seu povo,
Pois sua prole não aguentará, e por vez em vez, em Khadafizinhos sem descendência se tornarão. 

3 comentários:

Samuel disse...

Sabe cara, fico pensando se estes caras não são despersonalizados sabe? Eles são tão determinados pelos seus papéis sociais que parecem nunca serem eles mesmos ou nunca terem sido crianças. Kadhafi já nasceu ditador? Me parece que o poder corrompe de tal modo que o portador deste poder se torna o próprio poder. Dessensibilizados.

José Araújo disse...

Elvis, longe estou de defender Kadafi, muito menos sua prole corrupta e gananciosa. No entanto, é interessante pensar que, as muitas revoltas no Oriente Médio e na Ásia, até mesmo no Egito, tinham como protagonistas uma população desarmada; fica então a pergunta: quem armou os rebeldes libios. Que interesse tinham? e mais: porque quando Kadafi estava prestes a refutar os insurgentes as forças imperialistas resolveram atacar a Líbia? Estranho, né?

binha disse...

o fato é que desde sempre ninguém é bandido, ninguém é mocinho...a ordem do dia é o interesse do meu interesse...e essa ordem meu bem, essa ordem arma e desarma, dita e democratiza, retrocede e revoluciona sem prever benevolência ou malificência... é regida pura e vaziamente pelo o que interessa...e é triste saber que os interesses, e isso desde há muito, são mais persuasivos que os sonhos...resta torcer que os interesses sejam ao menos em prol de um coletivo que transforme mais e segregue pouco...